Foto: Reprodução

PRESIDENTE DO IRÃ, ABRAHIM RAISI, MORRE APÓS QUEDA DE HELICÓPTERO

O governo do Irã e o veículo estatal IRNA confirmaram na madrugada desta segunda-feira (20) a informação; o primeiro vice-presidente, Mohammad Mokhber, deve assumir o comando do país com a morte de Ebrahim Raisi


O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, de 63 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (20) após a queda do helicóptero que o transportava de volta ao país depois de uma visita à fronteira com o Azerbaijão neste domingo (19). Raisi estava acompanhado do chanceler Hossein Amirabdollahian, do líder religioso Hojjatoleslam Al Hashem e do governador da província iraniana do Azerbaijão Oriental. A informação foi confirmada pelo veículo estatal IRNA e pelo governo do Irã.

Ao chegar ao local do acidente, o helicóptero estava completamente queimado e os agentes confirmaram que não havia sobreviventes. Os políticos viajavam em direção a Azerbaijão Oriental para inaugurar uma barragem ao lado do presidente Ilham Aliev, na fronteira entre os dois países.

Segundo a agência de notícias oficial IRNA, mais de 20 equipes de resgate equipadas com drones e cães farejadores, haviam sido enviadas ao local do acidente, próximo à cidade de Jolfa, a cerca de 600 quilômetros da capital, Teerã.

A busca foi acompanhada pela comunidade internacional, dada a relevância do Irã no Oriente Médio, região abalada pelo conflito entre Israel e o Hamas, um aliado de Teerã. Arábia Saudita, Catar, Emirados Árabes e Kuwait ofereceram ajuda nas buscas, assim como a Síria e o Iraque. A Turquia enviou 32 socorristas e seis veículos para participar do resgate.

O primeiro vice-presidente, Mohammad Mokhber, deve assumir o comando do país neste momento.


Saiba mais sobre Raisi
Eleito em 2021, Ebrahim Raisi foi uma figura proeminente no Irã e como presidente supervisionava todo o trabalho do governo. Era a segunda pessoa mais poderosa na estrutura política do Irã, depois do líder supremo, o aiatolá Ali Khamenei.

Era visto como um político linha-dura e ultraconservador. Apoiou militantes por procuração em todo o Oriente Médio, acelerou o programa nuclear do país e levou o Irã à beira da guerra com Israel. No entanto, no mesmo período, o Irã passou por seus maiores protestos contra o governo em décadas e por uma grave desaceleração econômica causada por sanções internacionais e alto índice de desemprego.



Por Jovem pan

Outras Notícias

VAI FAZER FOGUEIRA OU SOLTAR FOGOS NESTE PERÍODO JUNINO? VEJA OS CUIDADOS PORA EVITAR ACIDANTES

Confira as dicas de segurança para quem vai fazer comemorações em áreas externas e internas Para quem está plane...

VEJA COMO DEVE FICAR A PREVISÃO DO TEMPO EM ALAGOAS NESTA QUINTA - FEIRA (13)

Algumas regiões de Alagoas devem registrar chuva passageira nesta quinta-feira (13). É o que diz a previsão da Secret...

MACRON DISSOLVE PARLAMENTO E CONVOCA ELEIÇÕES LEGISLATIVAS ENTECIPADAS NA FRANÇA

Decisão foi motivada por avanço da extrema direita na eleição do Parlamento Europeu O presidente da França, Emma...

PAPA FRANCISCO RECONHECE SEGUNDO MILAGRE DE BEATO CARLO ACUTIS

O Papa Francisco reconheceu um segundo milagre atribuído ao jovem Beato Carlo Acutis, de 15 anos, registrado em Campo...